Estação de Tratamento de Águas Residuais de Alcochete

2005

A PECS foi responsável pelos projectos de estrutura e fundações e de algumas especialidades da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Alcochete.

 

Além do desenvolvimento dos projectos foi também responsável pela sua coordenação e pelo acompanhamento dos respectivos licenciamentos administrativos.

 

A Estação de Tratamento integra vários edifícios e diversos orgãos.

Descrição

Dado que esta infra-estrutura de tratamento se encontra fundada numa zona de aterro, onde antes se localizava uma estação de tratamento por lagunagem houve necessidade de executar uma substituição do solo de fundação por uma camada de Tout-venant com cerca de 0,40m de espessura devidamente envolvida por manta geotextil. As fundações propostas para os diversos orgãos são quer por intermédio de estacas moldadas “in situ”, com um diâmetro de 0,40m, quer por intermédio de sapatas directamente sobre o terreno de fundação, quando a cota deste apresenta solos com resistências aceitáveis (as tensões admissíveis variam entre 75 e 150 kPa).

 

Os diversos órgãos previstos em projecto serão em betão armado, com paredes de espessura variável entre 0,30 e 0,45m. As fundações terão espessuras variáveis entre 0,30 e 0,60 m de espessura. Os edifícios são constituídos por estruturas porticadas pilar/viga em betão armado, com lajes maciças de espessura variável entre 0,20 e 0,25m.O edifício possui cinco pisos enterrados e um piso térreo com cobertura em zonas pontuais. A escavação a realizar dispõe de uma área em planta de aproximadamente 3440 m2 e de uma altura média de cerca 14,00 m, perfazendo um volume total de aproximadamente 48 850 m3.

Ficha Técnica

Especialidades envolvidas:                                                      

  • Estabilidade;                                                            

Cliente: Simarsul

Projecto: 2005

  • LinkedIn
  • Facebook
  • Asset 3@600x